Colocar a caneca na água ou deixar secar naturalmente?


Eventualmente surgem muitas dúvidas em relação ao processo de Pós-Sublimação, muitas pessoas relatam que colocar a caneca na água logo após o processo de sublimação, faz com que a mesma fique com mais brilho, outras, dizem que esse processo faz com que a caneca quebre e outras, não sentem diferença alguma. Afinal, colocar a caneca na água deixa com mais brilho ou não?

A qualidade final da caneca sublimada depende muito da qualidade da matéria prima, de uma resina de boa qualidade e da técnica de aplicação da resina usada na fábrica, técnica essa que possibilita que a caneca seja sublimada em toda área com perfeição.

É necessário também, utilizar um papel para sublimação de boa qualidade, que receba e solte a maior quantidade de tinta possível, uma tinta sublimática de qualidade com perfil de cores próprio, uma imagem de boa resolução e uma prensa térmica que mantenha a temperatura estável e tenha também uma resistência específica para cada tipo de caneca.

Observação: Antes de iniciar o processo de sublimação certifique-se de que o papel está bem preso a caneca com fita térmica e de maneira firme o suficiente para não soltar da caneca durante a transferência.

Abaixo segue três processos de Pós-Sublimação.


Primeiro Processo Pós-Sublimação:

Retire imediatamente o papel da caneca e aplique na água com temperatura ambiente, logo em seguida, retire a caneca e passe um pano para remover a água.

Vantagens:

Evita fantasmas. A caneca toma um choque térmico possibilitando o término do processo de sublimação, evitando assim, qualquer tipo de mancha por parte da tinta.

Desvantagens:

Pode ser que a caneca trinque! Se colocar a caneca na água em regiões mais frias do Brasil, pode ser que a mesma trinque devido ao choque térmico ser maior. Cuidado com a quantidade de canecas inseridas na água! Muitas canecas quentes inseridas na água fria possibilitará o aumento da temperatura da água, fazendo com que o processo se torne inútil.

Observação:

Muito tem se falado que a qualidade da tinta preta melhora ao ser colocada na água, porém o que se sabe até o momento é que a água não altera o pigmento da tinta preta, ou seja, não o deixa mais nítido ou brilhante. O brilho da caneca depende exclusivamente da qualidade da caneca e do realce de cores de uma tinta de ótima qualidade.

Segundo Processo Pós-Sublimação:

Após a sublimação, não retire o papel e aguarde a caneca esfriar com temperatura ambiente por 2 minutos.

Vantagens:

Canecas sem trincas! A caneca não corre o risco de trincar. O processo de sublimação irá se encerrar naturalmente.

Desvantagens:

Cuidado com os famosos fantasmas!

Observação:

Se o papel não estiver devidamente preso a caneca, corre o risco de gerar sombras (fantasmas).


Terceiro Processo Pós-Sublimação:

Esse método é muito utilizado quando a demanda é maior. Após o processo de sublimação, retire o papel e coloque as canecas de frente a um ventilador.

Vantagens:

Não corre o risco de trincar! O processo de sublimação terminará mais rápido devido a ventilação.

Desvantagens:

Não possui.

Afinal, qual método é o melhor?

A Mecolour recomenda, se possível, testar os 3 métodos e verificar qual melhor se adéqua à você e ao seu trabalho, pois os métodos irão depender do ambiente de trabalho, do tempo, da demanda e em qual região você atua.

Esse artigo refere-se apenas às canecas de cerâmica. Para canecas de vidro o método é totalmente diferente.

127 visualizações

 Contato 

 Siga-nos 

Mecolour

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram
  • Branca ícone do YouTube
  • Branca Ícone LinkedIn

Stampcolour

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone Instagram